Antarte – Mesa da Sala de Jantar com defeito

Vimos, atravĆ©s deste meio, apresentar uma reclamaĆ§Ć£o da empresa Antarte, no seguimento de uma compra efetuada em Janeiro de 2013.

Residimos no Pinhal Novo e comprĆ”mos duas mesas na loja Antarte, localizada no Freeport de Alcochete e uma dessas mesas, a mesa da sala de jantar, foi-nos entregue com defeito de origem. Este defeito foi detectado durante a primeira semana em que tivemos em nossa posse a mesa, tendo obviamente articulado logo com a loja a comunicar a situaĆ§Ć£o. A loja solicitou-nos uma descriĆ§Ć£o do defeito associado a fotos que mostrassem o problema, o que foi prontamente enviado. Um dos problemas estava relacionado com um defeito no vidro, o que acabou por ser resolvido no mĆŖs de Fevereiro, pois a Antarte tratou da sua substituiĆ§Ć£o.

No momento da troca do vidro, foi identificado por nĆ³s juntamente com a equipa de funcionĆ”rios de Antarte, que se deslocou Ć  nossa casa, que a mesa nĆ£o deslizava de forma suave quando se tentava abrir, estava empenada, e que um pedaƧo de lacado da mesa estava solto, acabando por descolar quando um dos funcionĆ”rios estava a verificar o defeito. Nesse momento, a equipa disse para nĆ£o nos preocuparmos, pois esta mesa nĆ£o estava em condiƧƵes e teria de ser substituĆ­da e que iriam reportar a situaĆ§Ć£o. O funcionĆ”rio tentou colar o lacado com um pano e um ferro engomar e pintou as falhas com um marcador preto. O tĆ©cnico, diante de nĆ³s, tomou anotaĆ§Ć£o dos defeitos da mesa e disse-nos que no prazo de dois meses o problema estaria resolvido.

Relembramos que esta situaĆ§Ć£o ocorreu em Fevereiro. Tendo passados estes dois meses e com o problema ainda por resolver, iniciamos vĆ”rios contatos telefĆ³nicos e deslocaƧƵes Ć  loja para tentar resolver esta situaĆ§Ć£o. Da parte dos funcionĆ”rios da loja, nunca nos foi explicado porque razĆ£o a situaĆ§Ć£o nĆ£o estava ainda resolvida, nem nunca nos apresentaram prazo para a resoluĆ§Ć£o da mesma. Segundo os funcionĆ”rios da loja, efetuaram vĆ”rios contatos telefĆ³nicos na tentativa de desbloquear a situaĆ§Ć£o, contudo, sempre sem respostas objetivas nem justificaƧƵes.

Dia 9 de Julho, foi apresentada uma reclamaĆ§Ć£o Ć  ASAE que nos encaminhou para o GIAC – Gabinete InformaĆ§Ć£o e Apoio ao Consumidor, onde tambĆ©m jĆ” apresentamos a nossa reclamaĆ§Ć£o.

No princĆ­pio de Outubro, recebemos uma chamada da Antarte que nos informou que a situaĆ§Ć£o nĆ£o estava esquecida e que estaria resolvida atĆ© ao princĆ­pio de Novembro. Estando ainda a situaĆ§Ć£o sem resoluĆ§Ć£o, pedimos da vossa parte conselhos e orientaƧƵes que nos possam ajudar.

Desde Fevereiro que temos uma mesa na sala de jantar empenada, lascada e pintada a marcador preto, mesa essa que foi bastante cara. Existe o velho ditado que diz “o barato sai caro” contudo, neste caso, o caro saiu-nos muito caro

Leave a Reply